Resenha (058) - O Oceano no fim do Caminho

sábado, 3 de agosto de 2013

Resenha (058) - O Oceano no fim do Caminho

Título: O Oceano no Fim do Caminho
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
Páginas: 208

Olá pessoal, hoje estou aqui com a difícil tarefa que é falar deste lançamento do Neil Gaiman.
O Oceano no fim do caminho conta a estória de um homem de uma idade já avançada, que no caminho para um funeral resolve trocar o rumo e visitar o lugar onde viveu sua infância. Nesse lugar ele começa a relembrar suas memórias esquecidas, encontrar pessoas que fizeram parte da sua vida, e rever novamente o seu primeiro oceano.

Não vou falar mais do que isso sobre a estória, se vocês quiserem ler a sinopse irão descobrir mais do que eu falei, mas sinceramente, acredito que o melhor de ler esse livro é não saber absolutamente nada sobre ele.


Essa é uma estória bastante imprevisível, li apenas uma resenha antes de começar o livro, e tal resenha me motivou a não procurar mais nada sobre, quando terminei a leitura percebi que saber o rumo que ele irá tomar estraga toda a experiencia de leitura, então bata com o livro na cara de quem der spoiler, mas não estrague o livro.

Minha primeira experiencia com Neil Gaiman foi digamos as escuras, eu não sabia o que esperar do autor e nem o motivo por qual estava lendo, mas realmente, esse foi um livro que me marcou. O modo como Gaiman descreve essa estória, que segundo ele era para ser um conto, nos faz entrar na visão de um personagem revivendo suas memórias de quando tinha sete anos, percebemos algumas vezes a simplicidade e a infantilidade do personagem enquanto narra a estória, o que a meu ver pode fazer alguns fatos terem sido parte apenas de uma imaginação fértil, ou não.

Não consigo deixar de citar o amigo Thyeri Bione do blog Restaurante da Mente, que em sua resenha fala que o livro é cheio de Sensações. Pois bem, quando terminei a leitura pude fazer uma grande lista delas. cada página é uma incógnita, simplesmente tudo pode acontecer, algumas vezes voltei a página para ver se aquilo estava mesmo escrito ali.

“Foi nisso que pensei no começo, enquanto ele me empurrava para dentro da água, mas então ele empurrou um pouco mais, afundou minha cabeça e meus ombros na água gelada, e o pavor mudou de natureza. Pensei: Eu vou morrer.”

Não posso deixar de recomendar essa experiencia incrível e efêmera que é ler O Oceano no fim do Caminho. Na primeira leitura já virei fã do estilo de Gaiman e não vejo a hora de encontrar outro livro assim no meu caminho. Para todos aqueles que gostam de um livro com uma estória sem predefinições e que é preciso senti-la para entender, comecem logo a ler esse livro.

“- Ninguém realmente se parece por fora com o que é de fato por dentro. Nem você. Nem eu. As pessoas são muito mais complicadas que isso. É assim com todo mundo.”

3 comentários:

  1. Me arrepiei todo ao reler a primeira citação que você colocou. Essa cena foi muito tensa!!!! Que bom que você gostou do livro. Achei ele um bom início para quem nunca leu o autor. Puxa, adorei ser mencionado na resenha, obrigado. Coraline tem um quê parecido com esse livro, pode ser que você goste. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Me obriguei a citar essa cena em minha resenha, pois foi realmente muito tensa. Já tinha ouvido falar de Coraline, mas não tinha chegado a pensar em ler ainda. vou dar uma chance hehe. Abraço!

    ResponderExcluir